top of page

Torne sua vida mais PRODUTIVA, CRIATIVA E INTENCIONAL

  • Foto do escritorgelsontk

[Book Club] Abril 2021: A Marca da Vitória, Copywriting, Responsabilidade Extrema, O Mais Importante

A leituras de abril falam de empreendedorismo, marketing, liderança e investimentos.

Book Club Abril LerMaisLivros
 

A Marca da Vitória (Phil Knight)


A fantástica história por trás da NIKE. Phil Knight conta como criou uma das marcas mais famosas do mundo.


Começando com um período sabático, viajando o mundo inteiro em 1962 (fiquei imaginando os perrengues que ele enfrentou). Com apenas 25 anos e apaixonado pelo atletismo, ele levou adiante o seu trabalho de formatura sobre o mercado americano de tênis.


Foi para o Japão e conseguiu fechar um contrato de importação dos tênis TIGERS (o que viria a ser a atual ASICS) e junto com o seu antigo treinador, Bill Bowerman começaram a “Blue Ribbon”, vendedora oficial de Tigers nos Estados Unidos.


A história, um tanto longa (465 páginas) está mais para um romance do que para um livro de negócios. De tão rica em detalhes, você se envolve com a trama e a leitura, apesar de extensa é prazerosa.


Mostrando todos os desafios de um empreendedor, como a falta de caixa, dificuldade de obter financiamento, diversificar a produção, se proteger contra o câmbio, entre outras coisas. O livro serve de inspiração para os empreendedores.


E acima de tudo, mostra que para uma empresa dar certo, você precisa ter as pessoas certas, pessoas apaixonadas pelo que fazem e que acreditam no produto que vendem. No caso, pessoas apaixonadas por tênis, também conhecidas como “Shoe dog” (título original do livro).


 

Copywriting (Paulo Macedo)


Copywriting é a criação de conteúdo para o marketing de produtos e serviços, a fim de aumentar as vendas ou a exposição da marca.


Paulo Macedo apresenta de forma bem didática os fundamentos de um bom copywriting, com vários cases reais de copy famosos e traz as principais técnicas e ferramentas para escrever um bom copy.


Com referência a vários copywriters famosos, o livro é um caminho para quem está começando a escrever conteúdo digital e para quem precisa captar a atenção do seu público.


E hoje em dia, na era da distração, acho que todos nós deveríamos aprender a colocar nossos pontos de forma estruturada para que a nossa mensagem seja ouvida. Tanto nas plataformas digitais como numa apresentação que você precisa fazer na sua empresa.


Como chamar a atenção e conseguir que seus ouvintes tomem alguma ação? Copywriting!


 

Responsabilidade Extrema (Jocko Willink e Leif Babin)


Dois oficiais da Marinha americana (US Navy SEALS) consolidaram alguns princípios utilizados por eles para concluírem as missões em um ambiente de alta pressão e alto risco.


Com relatos detalhados de operações da guerra do Iraque, o livro, com certeza, não é para todos os públicos.


Ao final de cada capítulo, porém, eles mostram cases reais de como aplicaram os seus princípios em grandes empresas.


Dentre os 12 princípios do livro, vale destacar 3 que me chamaram mais a atenção e me fizeram refletir:


“Responsabilidade Extrema”: Um líder precisa assumir a responsabilidade sobre tudo a sua volta, TUDO. Não adianta culpar outras pessoas ou a falta de sorte. A partir do momento que você assume essa responsabilidade você começa a pensar na missão e deixa o ego de lado.


“Simples”: O grande problema de comunicação nas empresas é que elas não buscam ser simples na sua mensagem. A missão e os objetivos costumam ser vagos, deixando margem para interpretações, o que geralmente resulta em divergência. Na guerra, não existe espaço para falha de comunicação e a melhor forma é tornar a mensagem o mais simples possível.


“Priorize e Execute”: O papel de um bom líder é priorizar a tarefa mais importante. O problema das empresas é que a liderança não consegue priorizar uma única coisa. Sem foco, a equipe e o próprio líder acabam se perdendo nas suas tarefas e não executam de forma eficiente a missão. Liderar é priorizar. E priorizar é escolher a coisa mais importante dentre várias coisas importantes.


 

O Mais Importante para o Investidor (Howard Marks)


Um consolidado dos famosos memorandos de Howard Marks, que o próprio Warren Buffett já falou: “Quando eu vejo um memorando do Howard Marks no meu email, eles são a primeira coisa que eu abro e leio. Eu sempre aprendo alguma coisa.”


“O mais importante para o investidor” é um livro essencial para quem investe ou pretende investir. Principalmente para quem está começando, o livro traz conceitos que considero muito importantes para elaborar a sua própria estratégia.


Alguns pontos que vale um destaque:


“Eficiência do mercado”: No longo prazo, o mercado tende a ser eficiente, por isso será difícil você bater o mercado, para conseguir ter resultados acima dos índices você precisa sempre questionar quais as suas premissas e quais as premissas do mercado. É um metagame. Como disse Charlie Munger “Não é para ser fácil. É estúpido quem acha fácil.”


“Relaçao de Preço e Valor”: Como disse Marks “o investimento inteligente deve ser construído com base nas estimativas do valor intrínseco”. Toda a decisão de investimento tem a ver com valor intrínseco das empresas, aprenda a calculá-lo. Se você não sabe qual o valor de uma empresa é impossível saber se está caro ou barato para investir e investir vira um jogo de adivinhação, um cassino.

'

“Controlar o risco”: Como disse Marks: “O trabalho do investidor é assumir riscos de forma inteligente. Fazer isso bem é o que separa o bom investidor do resto.” Ou como disse Warren Buffett: “O investidor precisa fazer apenas algumas poucas coisas corretas, desde que evite os grandes erros.” Investir é gerenciar risco, não ficar tentando pegar a próxima Magalu. No longo prazo, você precisa evitar os grandes erros, eles que destroem patrimônio. Você precisa maximizar o retorno, minimizando o risco, mas muitas pessoas só focam no primeiro. O que, com sorte, pode ser lucrativo, mas no longo prazo será desastroso.


Além desses princípios, vale também saber sobre ciclos de mercados (que gerou o outro livro de Howard Marks), vieses cognitivos dos investidores e sobre a tentativa de prever o futuro.


Um livro relativamente curto (264 páginas) que vale ler e reler de tempos em tempos.

 

Ler mais livros é compartilhar conhecimento.


Se você curtiu, compartilhe a página com os seus amigos e não se esqueça de comentar quais foram os livros que você leu no mês.




15 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page