top of page

Torne sua vida mais PRODUTIVA, CRIATIVA E INTENCIONAL

  • Foto do escritorgelsontk

Um grito de liberdade e 2 malas

Livre-se das suas coisas


Um momento marcante da nossa preparação para a viagem foi quando resolvi doar 80% das minhas camisas sociais. Simbolicamente, a camisa social representa toda essa vida cheia de regras, etiquetas, hierarquias, um símbolo do trabalho assalariado.


Sabático - um grito de liberdade

Pegar várias delas, inclusive algumas bem novas e jogá-las num saco com cabide e tudo foi como um grito de liberdade. Como Andy Dufresne, personagem de Tim Robbins no filme “Um sonho de liberdade”, sorrindo na chuva.


Como a ideia era colocar a nossa casa para alugar, tínhamos que fazer uma limpa geral. Doamos roupas, brinquedos e até livros (que foi bem difícil também para mim).


Até tentamos vender algumas coisas em brechós, mas o esforço não vale a pena. Acho que doar gera um valor intrínseco muito maior e dá bem menos trabalho.


Doar coisas boas para quem precisa é sempre gratificante. Muitas pessoas acham que doar é dar coisas que você não usa mais ou que está estragado para quem não tem condições de comprar, mas doar é dar algo que você precisa para alguém que precisa mais.


A pessoa que recebe fica feliz e você também fica feliz. E isso é muito maior que o valor monetário que você pode ganhar. DOE!


É impressionante a quantidade de coisas que guardamos e acabamos nem utilizando. Essa limpeza geral, esse desapego das coisas é algo que deveríamos fazer de tempos em tempos, mesmo que não seja para sair em um período sabático.


Desapegue das coisas!

“O cavalheiro faz das coisas seus servos. O homem insignificante é servo das coisas.” Xunzi

Esse exercício foi bom para nos preparar para uma das tarefas mais difíceis da viagem: FAZER AS MALAS.

 

Menos é mais


Como conseguir se planejar para ficar 1 ano fora de casa? Quantas malas devemos levar? O que de fato devemos levar? Quantas camisetas? Quantas calças? Quantos tênis? E para as crianças? Levamos coisas de praia? E brinquedos? Será que ele não vai ficar enjoado sem brinquedos? Livros? Podemos levar livros?


Sabático o que levar na mala

Como bem colocado por Rolf Potts, no livro “Vagabonding”:

“Infelizmente, a vida em casa não te prepara para saber quão pouco você precisa na estrada. Até pessoas que acham que necessitam de quase nada quando fazem as malas em casa acabam jogando fora três quartos das besteiras em duas semanas na estrada”.

A regra básica para fazer as malas para um período sabático é “MENOS É MAIS”.


Tente reduzir ao máximo a sua bagagem, pois ficar carregando grandes malas é sempre um problema, ainda mais com filhos.


Por isso, seguem algumas dicas:


1) Leve algumas roupas que você não tem apego.


Provavelmente você não irá acreditar que é possível viver com poucas peças de roupas, mas conforme falado por Potts e pela nossa experiência, sim você vai levar mais do que necessita. Eu acabei deixando algumas peças de roupas pelo caminho, por isso tenha algumas peças já pensadas em abandonar caso o peso da mala aumente.


2) Deixe seu filho usar a roupa favorita dele


Crianças com 3 anos possuem uma qualidade que ajuda em viagens como essa, que é a preferência quase obsessiva por algumas roupas.


Nosso filho adorava algumas camisetas específicas dos desenhos que ele assistia, PJ Masks e Batman eram as favoritas. Isso facilita muito, porque ele só usava isso. Aproveite essa fase, nem leve aquelas roupas bonitinhas para as fotos.


Muitas roupas que levamos, ele acabou nem usando. Mas é muito mais difícil se livrar dessas peças dos filhos do que das nossas próprias, por isso aconselho já barrar quando estiver fazendo a mala.


No final, conseguimos empacotar tudo em 2 malas médias e 2 mochilas, com muito sacrifício. E basicamente 1 mala foi somente com coisas do nosso filho, o que se mostrou um exagero durante a viagem.


3) Evite coisas pesadas e de uso pontual


Sempre é bom ter uma câmera para registrar os melhores momentos, mas essas câmeras profissionais são bem pesadas. Se você for fazer algo profissional, não acho que vale a pena. Hoje em dia, com os celulares de última geração, as fotos ficam muito boas.

Sabático malas

Caso leve a câmera, não leve o tripé. Por mais prático que ele seja, você vai usar poucas vezes em relação a quanto terá que transportá-lo. Diferente de férias que você vai viajar apenas na ida e na volta, aqui você vai ficar carregando por um longo tempo.


Sabático compactar as malas

O notebook você vai precisar fazer o que precisa na viagem, comprar passagens, hospedagem, organizar as finanças, armazenar as fotos. Se for comprar um novo, escolha algo pequeno e leve. Você não precisará de nada muito poderoso em relação ao processamento. Eu acabei levando um maior porque estava pensando em mexer com edição de vídeos, mas não recomendo levar um tão grande assim.


4) Lembre-se que você sempre pode comprar as coisas nas cidades


Roupas específicas para algum evento que apareça, blusas para um frio muito pesado (caso não seja o plano pegar frio), chapéu. Essas coisas sempre estarão à disposição para você comprar, além de evitar peso desnecessário ainda estará ajudando o mercado local. Não tente antecipar todos os eventos da viagem, leve roupas para o dia a dia.


5) Avise a todos que não cabem brinquedos na mala


Essa é uma parte difícil. Tente achar coisas pequenas e leves. E avise aos avós e tios que não precisa dar presentes antes da viagem. Coisas novas são mais difíceis de largar. Nosso filho ganhou um carrinho de controle remoto. Um trambolho para carregar, mas como era véspera de natal, não teve jeito, tivemos que levar a viagem toda e no final até quebrou.


Como a ideia é ficar pouco tempo dentro de casa, aprenda a se entreter com as brincadeiras ao ar livre e utilizando a estrutura da cidade, parquinhos, bibliotecas e shoppings.


Aproveite para ensinar o desapego logo cedo rs.


6) Utilize organizadores


Lembre-se da Experiência do Viajante. Você irá fazer e desfazer a mala várias vezes, quanto mais otimizado o processo, melhor. Os organizadores são a melhor forma de você lembrar onde estava cada coisa para colocar de volta, depois da terceira vez, já vai saber de cor como colocar o tetris da melhor forma possível.



Provavelmente, você irá viajar no limite do peso permitido, ainda mais com a regra de apenas 23 kg pessoa. Acredite, você irá conseguir.


Com o tempo inclusive, vai conseguir pesar as malas com a mão, pois esse é outro momento de estresse na hora de despachar a mala, saber se você ultrapassou o peso permitido.


Uma vantagem de viajar assim é que você não tem espaço para comprar mais nada na viagem. Se colocar algo a mais, algo precisará ficar para trás.

“É a lembrança que é importante. É a própria experiência que importa. Você pode ter acesso a ela a qualquer momento que desejar” Ryan Holiday

Fazer esse trabalho de desapego material, tanto em casa quanto na viagem em si foi realmente algo transformador e olha que já nos considerávamos pessoas bem desapegadas.


São essas pequenas coisas de um período sabático que vão fazer você refletir sobre como você leva a vida no dia a dia e, possivelmente, voltar com uma outra mentalidade.


Como disse Rolf Potts:

“Na estrada, nós geralmente vivemos de forma mais simples, sem apego pelo que carregamos, e rendendo-nos ao acaso.
Sabático algo transformador
 

Encontre todos os posts na ordem na página principal, clique aqui


Posts Relacionados:


78 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page