top of page

Torne sua vida mais PRODUTIVA, CRIATIVA E INTENCIONAL

  • Foto do escritorgelsontk

Aprenda a enganar a sua mente, porque você não é o Will Smith

No início do mês, o ator Will Smith postou uma foto que parou a internet. Com uma barriga saliente ele escreveu “Na pior forma da minha vida”. Segundo ele, efeitos da pandemia.

Você não é o Will Smith

A ação não passou de marketing para o novo projeto com o YouTube que irá mostrar como ele irá recuperar o “shape” dele.


Mas diferente de Will, que terá todo o suporte médico e psicológico para enfrentar os “efeitos” da pandemia, muitas pessoas não terão. E esse realmente é um assunto muito crítico.


O isolamento social, com certeza, aumentou a ansiedade e até níveis de depressão nas pessoas. O contato social é parte do nosso ser, do nosso bem-estar.


Um reflexo direto disso é a nossa saúde e o nosso corpo, como bem mostrado por Will Smith (mesmo que tenha sido uma atuação).


Conforme a nossa mente sofre, ela cria mecanismos que impactam diretamente o nosso corpo e isso vira um ciclo vicioso.


No livro “As 12 regras para a vida”, o autor Jordan B. Peterson explica:


“Há vários sistemas de interação entre o cérebro, o corpo e o mundo social que podem ficar presos em ciclos de feedback positivo. As pessoas deprimidas, por exemplo, podem começar a se sentir inúteis e incômodas, assim como aflitas e magoadas. Isso faz com que se distanciam de qualquer contato com amigos e familiares Isso as torna mais solitárias e isoladas, com mais chances de se sentirem inúteis e incômodas. Então, distanciam-se mais. Dessa maneira, a depressão aumenta e é amplificada.”


O corpo é reflexo da mente e a mente é reflexo do corpo.

12 Regras da vida Lagosta

Um exemplo que Peterson coloca nas primeiras páginas do livro é da lagosta. Pela briga por espaço, comida e sexo, as lagostas brigam pela dominância, pela vaga do macho alfa.


Após a briga, algo muda no comportamento das lagostas competidoras. O vencedor, mesmo machucado, sai com uma postura ereta com uma aparência maior e mais perigosa. Já o perdedor, se encolhe e o seu cérebro envia informações de que ela,a partir de agora está numa posição de subordinação e nunca mais procura outra briga.



Mas será que a postura diferente que gera o estado mental ou o estado mental que gera a postura da lagosta?


Vamos então para um experimento comportamental de 1988, chamado “The smilling Experiment”.


Alguns participantes foram divididos em grupos para classificar quão engraçado era um cartoon. Um dos grupos precisava segurar um lápis com a boca mas sem encostar o lápis no dente, outro grupo precisava segurar o lápis com os dentes e um terceiro sem o lápis.


O primeiro grupo (tente fazer você), ficava com a cara fechada, franzindo a testa. O segundo, inevitavelmente, fica sorrindo.


O resultado foi que pessoas que estavam com a expressão de sorriso acharam muito mais engraçado o cartoon do que os outros grupos.


Ou seja, somente pelo fato de você estar sorrindo, torna o seu dia mais alegre. Provando que o feedback corpo-cérebro é uma via de duas mãos, o que sua mente sente reflete no seu corpo e o que o seu corpo faz reflete na sua mente.


A conclusão então é “Bote um lápis na boca antes de sair de casa e seja feliz!”


Não, não é isso. Mas se for fazer, por favor, filme e mande para nós. Também não é para ficar com um sorriso falso como se fosse modelo de fotos de banco de imagens.


Experimento sorrindo

A conclusão é que quebrar esse ciclo vicioso, da ansiedade e da depressão, ou ser mais feliz, possuem dois elementos que podemos trabalhar: a mente e o corpo.


E adivinhe qual deles é o mais fácil de trabalharmos?


Com certeza, o corpo.


O cérebro é a máquina mais complexa que existe no mundo, tentar esse caminho é o caminho mais difícil (mas você precisa tentar também).


Mas o que está sob seu maior controle é trabalhar o corpo. Como parar o ciclo vicioso da depressão causada pela pandemia?


Pare de comer chocolate toda vez que sentir mal, faça 20 abdominais em vez disso.


Preste atenção na sua postura enquanto estiver na sua videoconferência, pare de se curvar, mantenha a cabeça erguida.


Sorria com mais frequência e pare de franzir a testa, evite posições que te levam a isso, como morder a caneta.


Aprenda a respirar de forma mais pausada.


Tudo isso faz com que você “engane” a sua mente e quebre um possível ciclo vicioso de auto sabotagem.


Preste atenção no seu corpo e mantenha-o em forma, pelo bem da sua mente. Porque, lembre-se, você não é o Will Smith!
Preste atenção à sua postura
 

Posts Relacionados:

 

Livros para os questionadores



Ler mais livros é compartilhar conhecimento.Se você curtiu, compartilhe a página com os seus amigos e siga-nos nas redes sociais (Instagram e YouTube)

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page