top of page

Torne sua vida mais PRODUTIVA, CRIATIVA E INTENCIONAL

  • Foto do escritorgelsontk

Deixa a vida me levar … OU LEVO EU?

Definir metas pessoais sempre foi um dilema para mim. Por alguns anos, definia várias metas, algo em torno de 12, para o ano inteiro, ganhar mais, fazer exercícios, viajar, ir em programas culturais, ler mais livros e tudo aquilo que a gente sabe que devemos fazer mais, mas arrumamos uma desculpa para não fazer.

Deixa a vida me levar... ou levo eu?

Se você já passou por isso sabe qual é o resultado. É muito provável que isso vire papéis decorativos após o meio do ano, quando você não cumpriu quase nada e agora fica difícil correr atrás do prejuízo.


Então, vem aquele pensamento na sua cabeça: Será que vale a pena fazer metas? Será que quem vive a vida sem objetivos é mais feliz? Será que a melhor forma de encarar a vida é seguindo a filosofia do Zeca Pagodinho “Deixa a vida me levar. Oh vida leva eu!”?


Ou não?


Biologicamente falando, uma coisa é certa e comprovada: se você não estiver com foco em algo, você pode perder diversas oportunidades. E isso é um ponto muito a favor das metas.


O cérebro é a “máquina” mais impressionante do mundo e ao longo dos milhares de anos ele evoluiu para conseguir tomar decisões rápidas. Se você já leu o meu livro "Cansei! O que fazer para mudar e sair dessa vida cansada", (se não leu, leia) falo muito do cérebro primata e como as nossas decisões são instintivas. Qualquer milésimo de segundo foi vital para a nossa sobrevivência como espécie. Por isso, o cérebro criou atalhos para tomada de decisão.


Vale a pena criar metas?

Ao contrário do que achamos, não enxergamos o mundo como um todo. No livro “Cérebro: Uma biografia”, o autor David Eagleman explica que a nossa mente pré-visualiza o que iremos enxergar e procura elementos da cena que não fazem sentido ou não deveriam estar ali. Por isso ficamos tão incomodados quando vemos algo fora do lugar e por isso ficamos presos naqueles vídeos onde as coisas operam de forma harmoniosa.


Ou seja, a nossa visão é uma distorção do mundo real, é apenas uma projeção da sua mente. (SIM, LOUCURA!) Isso quer dizer que podemos perder muita informação dependendo do que estamos pensando.


De forma mais prática, dois pesquisadores (Christopher Chabris e Daniel Simons) provaram isso no famoso experimento “O gorila invisível”, onde eles testaram a atenção das pessoas fazendo elas contarem quantas vezes um time de basquete passa a bola em um trecho de um vídeo (Veja no final do post e faça o teste com alguém).


A maioria dos participantes acerta a quantidade de passes, mas deixam de perceber que um gorila passa no meio da quadra, dança e vai embora.


Um grande gorila passa na sua cara e você não enxerga? Que droga de sobrevivência é essa, cérebro primata?


Esse experimento ficou muito conhecido e depois virou o livro “O gorila invisível - E outros equívocos da intuição”. Ele prova que a mente, no meio de tanta informação, pode perder detalhes importantes.

“Onde você foca, determina o que você vê” Jordan B. Peterson

Ter o foco em algo, prepara a sua mente para enxergar coisas relacionadas ao seu foco. Assim quando você compra um carro novo e começa a ver o mesmo carro em vários lugares. Por incrível que pareça, o mundo não decidiu te imitar. Os carros sempre estiveram ali, mas assim como o grande gorila, você nunca observou.


Tudo isso para dizer que ter metas ajuda a definir um foco e você começa a enxergar mais oportunidades relacionadas a isso.


Se você focar em estudar investimentos, por exemplo, vai começar a prestar mais atenção em como as empresas ganham dinheiro, como a experiência em determinada loja pode ser um diferencial competitivo. Coisas que talvez passariam batidas em um passeio ao shopping.


Por isso, esqueça o Zeca, a vida pode ser até mais fácil se você deixá-la te levar, mas você não estará vendo o mundo como um todo e pode estar perdendo muita coisa interessante, eu garanto.


Tenha metas! Tenha foco! Seja mais intencional e não deixe a vida te levar, leve você!

Tenha metas, tenha foco e seja mais intencional
 

Posts Relacionados:

 

O Gorila Invisível

 

Livros para os questionadores


Ler mais livros é compartilhar conhecimento.Se você curtiu, compartilhe a página com os seus amigos e siga-nos nas redes sociais (Instagram e YouTube)


116 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page